24 de abril de 2019 às 10:22

Keppel anuncia leilão de quatro plataformas pela Sete Brasil

A Keppel recebeu US $ 1,3 bilhão da Sete Brasil antes que os pagamentos parassem em novembro de 2014.

Durante o comunicado de resultados do primeiro trimestre da Keppel Corp na quinta-feira (18), o CEO da empresa, Loh Chin Hua, disse que a Sete Brasil havia recentemente convocado um leilão para duas plataformas semissubmersíveis em construção no estaleiro BrasFELS, no Brasil, e dois navios-sonda em construção pela Sembmarine, segundo informações da Seatrade.

Uma proposta foi apresentada pela Magni Partners, de propriedade do presidente da Borr Drilling, Tor Olav Troim, para todas as quatro sondas. A Keppel também apresentou uma proposta para as duas plataformas no BrasFELS.

Perguntado por que está fazendo lances para as próprias plataformas, Loh disse: "A oferta reflete nossa confiança no mercado brasileiro. Além disso, as plataformas vêm com uma carta de longo prazo, 10 anos, a uma taxa de US $ 299 mil por dia, é uma oportunidade e mostra nossa confiança".

Se a Magni Parnters vencer o leilão, completou o executivo, a Keppel pretende debater com a empresa o custo de completar as plataformas.

Desde a sua fundação em 2016, a Borr Drilling expandiu-se rapidamente no mercado de equipamentos por meio da compra de ativos em dificuldades, incluindo novas construções encomendadas à Keppel.

A Sete Brasil encomendou seis plataformas de perfuração semissubmersíveis à Keppel, mas os pagamentos pararam de ser feitos em novembro de 2014 e os trabalhos estacionaram em fevereiro do ano seguinte. Em julho de 2014, a Keppel noticiou que as três primeiras sondas de perfuração semissubmersíveis estavam 90%, 63% e 36% concluídas, respectivamente. As duas primeiras sondas foram construídas no pátio brasileiro da Keppel, a Keppel BrasFELS.

A Keppel recebeu US $ 1,3 bilhão da Sete Brasil antes que os pagamentos parassem em novembro de 2014.

A Sete Brasil também tinha sete navios-sonda encomendados à Sembmarine, cujos pagamentos também pararam em novembro de 2014. Quatro dos sete navios-sonda estavam entre 90% e 50% completados.

As encomendas de plataformas formaram uma parte substancial dos pedidos de encomendas para a Keppel e a Sembmarine a valores de US $ 4,9 bilhões e US $ 4,8 bilhões, respectivamente.

Fonte: Portos e Navios