Caso não consiga ler este email, por favor clique aqui

Usuport nº 318   
 
18 de Dez de 2017  

Fiol e Porto Sul têm novo ânimo

Representantes do governo do Estado da Bahia e da China Railway Engineering Corporation (Crec) assinaram em Pequim, dia 12, documentos para a implantação da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e do Porto Sul. O primeiro, um memorando de entendimento sobre os desdobramentos e detalhamento do Projeto Integrado para o desenvolvimento do Porto Sul, da Fiol e da mina Pedra de Ferro, firmado em setembro, na última missão do governo à China. O segundo, assinado entre o governo estadual e a Bamin, define os princípios para a unificação do Terminal de Uso Privado (Tup) da Bamin e do Tup do Estado da Bahia em um só terminal. Em janeiro de 2018, deverá ser assinado um novo documento entre as empresas do consórcio, em Salvador, fixando marcos e objetivos para projeto do Porto Sul, que deverá iniciar as obras no primeiro semestre do próximo ano.

 
  Aeroporto de Salvador é superado pelo de Recife  
 

Segundo dados de novembro da Empresa Brasileira de Estrutura Aeroportuária (Infraero), pela primeira vez o aeroporto de Salvador (BA) perdeu a liderança do ranking de movimentação de passageiros no Nordeste para o terminal de Recife (PE), que agora ficou em quarto lugar no país. Entre janeiro e novembro deste ano, 6.953.015 passageiros circularam pelo aeroporto de Salvador, sendo que 281 mil deles chegaram por voos internacionais. Em Recife, foram 7.009.895, sendo 322 mil pousando ou decolando de destinos fora do país. Salvador também ficou atrás de Recife no número de pousos e decolagens no mês de novembro. A distância entre as duas cidades vinha diminuindo ano após ano, devido à política de expansão da malha aérea pernambucana. O aeroporto da capital baiana é também um dos mais mal avaliados pela Pesquisa de Satisfação do Passageiro do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. No estudo mais recente, referente ao terceiro trimestre de 2017, foi o único com nota abaixo da média (3,95) entre os 15 pesquisados no país.

 
  Mercosul Line agora é da CMA CGM  
 

A CMA CGM concluiu a compra da Mercosul Lineà Maersk, depois de ter recebido a aprovação das autoridades da concorrência do Brasil. O valor do negócio não foi revelado. Com uma frota de quatro navios porta-contêiner, a Mercosul é um dos três operadores no mercado brasileiro de cabotagem em contêiner.

 
  Xangai tem o maior terminal de contêineres do mundo  
 

O porto de Xangai iniciou dia 10 os testes no novo terminal de contêineres de águas profundas de Yangshan, considerado o maior terminal de contêineres automatizado do mundo. Com uma frente de cais de 2 350 metros, capaz de receber os maiores navios porta-contêineres, e ocupando uma área de 223 hectares, o novo terminal tem capacidade de movimentação anual de quatro milhões de TEUs, que deverá subir para 6,3 milhões quando todo o complexo estiver concluído, em 2020.

 
  Novas regras para transporte de produtos perigosos  
 

Começou a vigorar desde sábado (16) a nova legislação para transporte de produtos perigosos. A Resolução nº 5.232, da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), publicada em dezembro de 2016, apresenta as prescrições mais atualizadas relacionadas à embalagem, sinalização, operação de transporte etc. Ao todo, foram feitas oito atualizações, entre as quais a alteração da descrição do produto no documento fiscal, como o número ONU (série estabelecida pela Organização das Nações Unidas), que identifica e fornece informações sobre os produtos ou misturas químicas. Confira a íntegra da resolução clicando aqui.

 
  Portal Único para comércio exterior  
 

A partir do próximo ano, a burocracia que envolve o comércio exterior deverá se tornar mais simplificada. Até 2 de julho, os exportadores brasileiros deverão migrar suas operações para o Novo Processo de Exportações do Portal Único de Comércio Exterior, conforme orientação da Comissão Gestora do Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex).O novo sistema permite que três documentos - Registro de Exportação (RE), Declaração de Exportação (DE) e Declaração Simplificada de Exportação (DSE) – sejam substituídos pela Declaração Única de Exportação (DUE).

 
  WWF orienta projetos de infraestrutura  
 

Relatório inédito do WWF-Brasil aponta que o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), principal iniciativa do atual governo para alavancar a infraestrutura e o crescimento econômico no país, não considera riscos climáticos. O estudo intitulado “Decisões sobre infraestrutura considerando riscos climáticos: Guia prático para decisões com impacto no longo prazo no Brasil” analisa a relação entre mudança do clima e infraestrutura e orienta tomadores de decisão no sentido de reconhecer e avaliar os riscos climáticos incidentes em empreendimentos de longo prazo. Anualmente, no Brasil, são reportadas perdas superiores a R$ 9 bilhões com desastres naturais em vários setores. Cenários de redução de precipitação de chuvas na região Norte, assim como aumento de chuvas na região Sudeste e elevação do nível do mar em regiões litorâneas do país, já apontam para prejuízos diretos em infraestruturas de energia e transportes. Veja aqui a íntegra do relatório.

 
  Comércio exterior baiano cresce 13% no acumulado do ano  
 

Nos últimos onze meses, o comércio exterior baiano registrou um crescimento de 13% na movimentação de cargas, quando comparado ao mesmo período de 2016, com um total de 19,3 milhões de toneladas, em 2017. Houve aumento na movimentação de cargas soltas e em granéis, da ordem de 15%, e de 1% na de cargas conteinerizadas. As exportações subiram 14%, atingindo aproximadamente 10,7 milhões de toneladas, enquanto as importações tiveram incremento de 11%, com cerca de 8,6 milhões de toneladas. Confira relatório completo.

 
 

 

 
Avenida da França, 164 - s/ 309, 40010-000 - Salvador - Bahia   Telefax:(71) 3241-7337 usuport@usuport.org.br
www.usuport.org.br
Não responda este e-mail. Qualquer dúvida entre em contato conosco através de nosso website.