23.11.2009

5º Encontro Anual de Usuários mostra os resultados e supera expectativas

"A Bahia não pode mais esperar. Precisamos de quatro berços até 2012 e oito até 2020". Celeridade nos processos decisórios por parte das autoridades responsáveis e uma ação rápida e completa por parte da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), até março de 2010, para resolver os problemas de saturação dos portos de Salvador e Aratu, foram algumas das reivindicações propostas pela Usuport

"A Bahia não pode mais esperar. Precisamos de quatro berços até 2012 e oito até 2020".

Celeridade nos processos decisórios por parte das autoridades responsáveis e uma ação rápida e completa por parte da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), até março de 2010, para resolver os problemas de saturação dos portos de Salvador e Aratu, foram algumas das reivindicações propostas pela Usuport, durante o 5º Encontro Anual de Usuários, realizado na tarde de segunda-feira (23), na capital baiana. Compondo a mesa de debates estavam o diretor Presidente do Conselho Diretor da Usuport, Marco Aurélio Martins, o secretário Executivo do Ministério dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, o diretor Executivo do Centro Nacional de Navegação, Elias Gedeon, o secretário Extraordinário da Indústria Naval e Portuária, Roberto Benjamin, representando o governador do Estado, Jaques Wagner, o senador César Borges (PR-BA), o diretor da Associação Comercial da Bahia, Lúcio Félix de Souza, o diretor da Codeba, Renato Neves da Rocha, e o presidente da Federação da Agricultura do Estado da Bahia, João Martins.

Em seu pronunciamento, Marco Martins reafirmou o propósito da Usuport de trabalhar, como vem fazendo há cinco anos, em parceria com o governo, em todas as suas instâncias, para construir e apoiar soluções que assegurem a competitividade das empresas associadas e contribuam para o desenvolvimento econômico do Estado. "A Bahia tem uma economia pujante que precisa ser mostrada através de ações bem planejadas e eficientes. Precisamos do fator PSP", disse, referindo-se ao perfil empreendedor, determinado e ético do secretário Paulo Sérgio Passos, que autorizou e fez sair do papel a Via Expressa Baía de Todos-os-Santos, concebida no âmbito da Usuport e autorizada por Passos, em 2006, quando exerceu o cargo de ministro dos Transportes. Martins destacou ainda que a Bahia precisa de uma logística melhor para a geração de renda e emprego e defendeu uma postura proativa da Codeba, no sentido de abrir um canal de comunicação com a população de Salvador, para estimular o diálogo e as ações integradas entre cidade e porto. Parafraseou ainda Passos, ressaltando que infraestrutura é a chave da competitividade.

Através de números e gráficos consolidados pelo apurado trabalho da assessoria econômica da Usuport, o diretor executivo Paulo Villa apresentou o panorama desalentador que se desenhou em 2009, quando se assistiu, impotente, à fuga de 35% de carga conteinerizada baiana, realidade que tende a piorar se medidas urgentes não forem tomadas, através da oferta de mais berços para atender a esta demanda. "É melancólico constatar que já fomos um dos primeiros estados em movimentação de contêineres e hoje somos o nono", enfatizou.

Por sua vez, o diretor da Codeba, Renato Rocha, felicitou a Usuport pelo trabalho que tem realizado ao longo desses cinco anos de vida em defesa da economia baiana e pelo evento, em especial. Reconheceu que há muito por fazer em termos de infraestrutura portuária, já que 90% das exportações baianas passam pelos portos, e mencionou que "somos a maior economia do Nordeste, temos uma baía em excelentes condições, em relação ao resto do país, com todo o potencial para crescimento da atividade portuária. Entretanto, vemos investimentos sendo realizados em outros estados, como Ceará e Pernambuco. Com metade do que se investiu em Pecém e Suape daria para termos aqui cinco portos". Por fim, conclamou a todos para trabalhar em prol da inclusão no orçamento da União de obras no cais de Água de Meninos, sem os quais a dragagem no Porto de Salvador não alcançará os benefícios desejados.

Reivindicações também foram feitas às autoridades pelo senador César Borges, para que a Bahia seja contemplada, com mais agilidade, de uma infraestrutura logística em todos os modais (rodoviário, ferroviário e marítimo) condizente com o potencial econômico do Estado. Enfático, afirmou que é preciso ter e cumprir cronogramas, acabar com o círculo vicioso entre governo federal e outras esferas e clamou: "Queremos que o Porto de Salvador seja ampliado, imediatamente, não importa de que forma". Colocou-se à disposição de todos que trabalhem em prol da economia da Bahia, como faz a Usuport, independente de partido político, para que o Estado tenha assegurada prioridade do Governo Federal em seus pleitos.

As boas novas foram anunciadas pelo secretário Paulo Sérgio Passos, como a notícia de duplicação da BR 101, até janeiro de 2010, mesmo prazo em que deve ser liberada a licença ambiental para a execução da Ferrovia Oeste-Leste, cujas obras deverão ter início ainda no primeiro semestre do próximo ano. Destacou, também, que dos nove empreendimentos voltados para a Bahia, em rodovias e ferrovias, 11% já foram concluídos e 44,5% estão em obras. Disse ainda que é preciso trabalhar para atrair a iniciativa privada, fazer estudos ambientais e planejar de forma adequada, já que não bastam boas palavras para concretizar as ações.

O evento foi encerrado por Roberto Benjamin que pediu à comunidade portuária que lhe ajudasse a entender porque certos problemas se tornaram crônicos e chegaram a tal ponto de fazer o estado perder divisas. "A Bahia não pode ficar refém de interesses particulares. Vamos discutir de forma democrática, trabalhar em parceria e com visão para buscar soluções que sejam as melhores para o estado".

O sucesso do evento pode ser resumido pelo depoimento de Gilson Victorino, representante do Conselho Nacional de Praticagem, participando pela primeira vez do tradicional encontro da Usuport: "Superou as minhas expectativas, pelo alto nível dos palestrantes, a qualidade dos debates e a perfeita escolha dos temas. Estarei aqui nas próximas edições. Parabéns".
 

Apresentações: 

 

Usuport - Paulo Villa

Ministério dos Transportes - Paulo Sérgio Passos

Centronave - Elias Gedeon (parte 1)

Centronave - Elias Gedeon (parte 2)

Mapa Rodoviário da Bahia - senador César Borges (PR-BA)

Local do Evento: Associação Comercial da Bahia